CAT:17 Posts tagged "Balcans"

Balkan Beat Box – Hermetico + Kabulectro + War Again

Como é que eu nunca havia postado nada do Balkan Beat Box por aqui??

Israelenses, misturando música eletrônica dançante pesada com sonoridades da música balcânica e do oriente médio. Ouço há anos mas nunca havia postado sobre eles. Tome logo três faixas dos caras:

O Grande Hotel Budapeste

[ Atualizando: esse filme ganhou o prêmio de melhor Trilha Sonora Original no Oscar 2015 ]

Que filme maravilhoso é “O Grande Hotel Budapeste” de Wes Anderson. Melhor ainda ver como a música original de Alexandre Desplat contribui para que o conjunto ganhe em dramaticidade e humor.

Não assitiu? Veja. Baixe, alugue, empreste, se vire. E curta a música (abaixo), que é uma mistura de atmosferas do leste europeu, músicas agitadas e dançantes, polkas folclóricas e temas orquestrais que não são nada do que se costuma utilizar hoje em dia como “música cinemática”. Ou seja, é uma trilha sonora grandiosa sem ser épica, bem humorada sem ser ridicula. O que significa dizer que se ajusta perfeitamente no espirito do filme, ambientado na Europa oriental na primeira metade do séc. XX.

Por exemplo, o tema principal, tenso:

Agora, o mesmo tema aplicado sob uma das cenas:

Que tal sair dançando freneticamente? Experimente:

E essa estória de “música do leste europeu”? Ouça por exemplo o tema do Sr. Moustafa (narrador da estória), executado por um instrumento muito comum nos Balcans chamado cimbalom:

Taraf de Haïdouks – Latcho Drom

Violinos, sanfonas, flauta, contrabaixo e um cimbalom tocando o terror em um pequeno vilarejo no meio dos Balcans: esse é o Taraf de Haïdouks, grupo cigano da Romenia que gravou seu primeiro album no inicio dos anos 90 e que, apesar da idade avançada de alguns de seus integrantes, é famoso por sua vitalidade e virtuosismo. Frenéticos e absurdos.

Abaixo, um trecho do filme “Latcho Drom” (“Viagem Segura”, 1993), do diretor francês Tony Gatlif, e as músicas são uma suite variada, muitas das quais presentes no album “Musique des Tziganes de Roumanie” (1995). Que eu tenho, por acaso. E que você também precisa ter.

Miss Platnum – Babooshka

Ah, Miss Platnum… Romena por nascimento, alemã por adoção, você nos deu esse presente que é sua própria versão balcânica do hit Babooshka, de Kate Bush:

E abaixo, a versão original de Kate Bush (1980):