CAT:17 Posts tagged "Piano"

Norah Jones em versão jazzistica de “Black Hole Sun”

Linda essa versão de Norah Jones para o tema emblemático do Soundgarden. Cool, lenta e jazzística, com seu timbre de voz rouco perfeitamente emoldurado por seu piano sofisticado. A cantora tocou “Black Hole Sun” como homenagem ao cantor Chris Cornell, morto 18 de maio passado. Não por coincidência, esse seu registro ao vivo foi feito na mesma Detroit na qual ele se matou.

E uma versão acústica do próprio Chris Cornell:

Nike Ripple: um piano e nada mais

Comercial para Nike dirigido por Steve Rogers pela produtora Biscuit Filmworks para Wieden & Kennedy. Repare n trilha emocional, conduzida apenas por um piano. Sem orquestras nem instrumentos adicionais. O tema, minimalista e cinemático, vai crescendo à medida em que o filme progride. Simples e bem executado.

http://www.youtube.com/watch?v=CdhWhgA8Y0A

Michael Nyman – O Piano

O Piano (The Piano) é um filme de 1993 escrito e dirigido por Jane Campion. Sua trilha sonora, composta pelo inglês Michael Nyman, venceu o Globo de Ouro. Merecido. Algum prêmio teria que levar, já que a música (e o piano) são a matéria prima original em torno da qual se movem os personagens, especificamente Ada (interpretada por Holly Hunter) e George (Harvey Keitel).

Na cena abaixo, Ada reencontra seu instrumento musical, deixado à beira da praia após ela se mudar para a Nova Zelândia e ter seu piano “barrado” pelo futuro marido, que não se interessa em transportar a pesada carga até sua casa. A música está a meio caminho entre o repertório pianístico do romantismo e os procedimentos minimalistas de Michael Nyman, compositor que foi fundamental na construção da filmografia do também britânico Peter Greenaway (Afogando em Números, O Cozinheiro O Ladrão Sua Mulher E O Amante, Os Livros De Próspero).

Nils Frahm – Ambre / The Presets, Promises

Nils Frahm é daqueles músicos que conheci por acaso, no Spotify. Pianista alemão, usa sua técnica de músico erudito para criação de temas minimalistas, intimistas e que se adequam muito bem a diversas sequências cinematográficas.

Latin jazz para Hermès

A marca de alta costura Hermès anuncia sua coleção masculina de primavera-verão com um filme visualmente sofisticado (direção de Romain Laurent e produção da francesa SoLab) e trilha sonora idem. O que me atrai nessa música são seus espaços, preenchidos com economia por um set de percussão e um piano, em uma criação que remete ao jazz latino sem cair em uma super caracterização do gênero. É uma trilha cool, que não arrebata e é discreta, e por isso mesmo elegante – assim como a marca.

Gonzalo Rubalcaba – Besame Mucho

Gonzalo Rubalcaba é um dos maiores virtuoses do piano na atualidade. A ponto de Herbie Hancock fazer piada dizendo que gostaria de quebrar seus dedos. Apesar de calcada em um repertório e aranjos de música cubana, sua carreira aproxima-se mais do jazz, por conta da liberdade de improvisação e da linguagem técnica que ele imprime às suas teclas.

“Besame Mucho”, bolero clássico do repertório latino, foi escrita em 1940 pela pianista mexicana Consuelo Velázquez. Na primeira vez que ouvi Rubalcaba interpretá-la, como uma balada jazzistica em um show ainda nos anos 90, ficou claro o que ele queria dizer com sua interpretação: a canção é um standard do repertório mundial, assim como qualquer composição dos irmãos Gershwin, de Cole Porter ou de Tom Jobim. “Besame Mucho” foi incorporada ao repertório de Rubalcaba e é portanto uma declaração da universalidade dessa canção. Ouça então a sutileza com que ele a interpreta e me diga se estou errado: