CAT:17 Posts tagged "Brega"

Felipe Cordeiro – Problema Seu / Lambada Alucinada

Guitarrada, conhece? Conhece mas talvez nunca tenha prestado atenção. Para ouvidos desatentos pode parecer música brega. De certa forma é, ou melhor, o brega dos anos 80 (e que era o cafona dos 70) é um jeito de fazer música popular brasileira e dançante que flerta com a guitarrada do Pará, e bebeu e ainda bebe da Jovem Guarda e da música caribenha.

E se o assunto é Caribe, por proximidade o norte do Brasil sempre ouviu as sonoridades dessa região, aprendeu a dançar com as nações da América Central, e desenvolveu sua própria linguagem – chamada de guitarrada no Pará, por ser conduzida principalmente por guitarras.

E aí entra Felipe Cordeiro, filho do mestre da guitarrada Manoel Cordeiro. “Problema Seu” é a faixa de abertura de “Se Apaixone Pela Loucura Do Seu Amor”, terceiro album solo seu, produzido pelo carioca Kassin e por Carlos Eduardo Miranda. É super dançante e caribenha. Saca só:

Update: achei agora uma versão ao vivo de “Lambada Alucinada”, faixa do mesmo album, em que Felipe toca junto com seu pai Manoel Cordeiro. Aqui:

Tiê – Você Não Vale Nada

A cantora paulista Tiê lançou em março seu segundo trabalho, “A Coruja e o Coração”. Do disco, sai agora o clipe de Você Não Vale Nada. Isso mesmo, aquele forró do grupo Calcinha Preta. Só que aqui a cantora inventou uma outra estória: o brega virou flamenco espanhol, gêneros irmãos na dramaticidade – fingida ou não. No clipe, quem atua junto com Tiê é o estilista Dudu Bertholini, da grife Neon. Roda e avisa:

 

Criolo – Freguês da Meia Noite / Linha de Frente / Subirusdoistiozin

Ontem foi a entrega do Prêmio da Música Brasileira, patrocinado pelo Ministério da Cultura e pela Vale do Rio Doce. O cantor e compositor Criolo ganhou em três categorias: revelação, album e cantor Pop/Rock/Reggae/HipHop/Funk (categoria-balaio-geral) pelo seu album “Nó Na Orelha“. Mais que merecido. Artista polivalente que passeia pelo samba, mpb e rap, chamou atenção em 2011 com esse excelente trabalho produzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral, do qual vale a pena conhecer, por exemplo, o bolero brega setentista Freguês da Meia Noite, dirigido por Arthur Rosa França e Samuel Malbon e produzido pela Bossa Nova Films:

Ou o samba Linha de Frente, aqui apresentado no programa Ensaio (TV Cultura):

E o hip hop Subirusdoistiozin, aqui em clip com direção de Tom Stringhini e Alexandre Casagrande:

 

Céu – Retrovisor

Faixa de “Caravana Sereia Bloom”, mais recente CD da cantora Céu (Maria do Céu Whitaker), Retrovisor é uma canção de bela melodia com levada de bolero de órgão eletrônico de churrascaria, que depois se transforma em balada. Referência e releitura bem feita da música brega, em um jogo sutil com gêneros menos “nobres” da música brasileira. Jogo que não apenas Céu mas diversos outros artistas da mesma geração costumam jogar, recuperando uma estética por muito tempo relegada ao “andar de baixo”. Confira:

Premeditando o Breque (Premê) – Sempre

Quando o MINIMALISMO encontra o CAFONISMO. Tirada genial do grupo paulista, gravada em seu excelente “Quase Lindo” (1983). Relaxe, atravesse as ondas sonoras minimais no estilo de Steve Reich e aguarde até os 01:43 min da música para a pororoca: